terça-feira, 28 de outubro de 2014


Nossos corpos é madrugada,
Reluzente fulgor da lua,
Lambeando tesão na enseada,
Minha língua entrelaçada na tua.


Buscamos desvelar segredos,
Ficamos como bolo no ponto
Traçamos caminhos vinhedos,
De um maná recheado e pronto.


Somos como pássaros famintos,
Perdidas em subtil labirinto,
Buscando ferozmente alimento.


Nossos seios tão assentos,
De desejos saciados,
Resfolgamos assim nossa agonia.

Por: MGHORTA (Lambuza-te)



3 comentários:

mghorta disse...

obrigado

Hanna Tinara disse...

De nada, foi um prazer.

mghorta disse...

O prazer é todo meu te ter como amiga.

Bjs